see the credits
5943
Uma vez li um poema que dizia: “O cigarro apaga, as lâmpadas queimam, o café esfria, nada é pra sempre e não pense diferente em relação ao amor”. Não quero me intrometer nos poemas alheios mas, na minha humilde opinião, cigarros e lâmpadas podem ser substituídos e o amor assim como o café, pode ser aquecido quando esfriar. Então é isso: Só existe um fim quando não lutamos por um novo começo.
- Ana Luisa Hickmann.  (via nobroke)
21567
587
Sempre observei o comportamento das outras pessoas. Elas se davam bem, juntas. Tinham um jeito parecido, faziam coisas parecidas, seguiam regras, leis e padrões dos quais eu nunca consegui me apegar. Eu simplesmente não me encaixava em nada. Em lugar nenhum, me sentia só e indiferente e isso me causava medo. Medo, por que eu me perguntava o que era e ninguém, além de mim, poderia responder isso, mas o pior de tudo é que eu não sabia a resposta.
- O Calvário de Clara  (via aprendizdepoeta)
10653
21432
É tudo tão incerto.
- Clarice Lispector.   (via garotaesuasfases)
22449
Acho melhor sumir, do que estar presente e ninguém notar.
- Johnny.  (via felicidadeadois)
12592
20126
Aos 14, eu conheci a garota mais linda da minha cidade. Aos 15, nós tivemos uma briga terrível e não nos falamos por 1 ano. Aos 16, reencontrei ela em um supermercado, 5 minutos de conversa e eu me vi apaixonado. Aos 17, eu comecei a namorar com a garota mais bonita da cidade. Aos 22, eu fiquei noivo da mulher mais linda do país. Aos 25, eu estava casado com a mulher mais linda do mundo. Aos 27, eu tive um filho com a mulher mais madura que já conheci. Aos 29, eu tive uma filha, a filha mais linda da cidade. Aos 40, eu fiz 15 anos de casado com a mulher mais interessante do universo. Aos 50, eu percebi que nunca tinha tido olhos para outra, nesse mesmo ano, eu percebi que eu era um homem realizado. Aos 60, eu vi a mulher mais linda do mundo continuar sendo a mulher mais interessante do universo. Aos 76, eu senti falta dessa mulher, a mulher mais incrível do mundo, agora só existia em fotografias. Aos 78, eu senti que não tinha mais vida sem ela; nesse mesmo ano, eu me entreguei para viver a eternidade ao lado dela, seja lá onde fosse.
- Autor Desconhecido.   (via garotaesuasfases)
1393
4049
counter